Nossa Senhora da Lapa

Celebração da Vigília Pascal no Santuário Nossa Senhora da Lapa

21 de abril de 2016
Celebração da Vigília Pascal no Santuário Nossa Senhora da Lapa

No Sábado Santo, 26 de março de 2016, os fiéis se reuniram por volta das 20:00 horas para a Solene Vigília Pascal no Santuário N. Sra. da Lapa em Vazante-MG.

A celebração começou na Praça do Santuário com a bênção do fogo novo e a preparação do Círio Pascal. Em seguida, os fiéis foram em procissão para dentro do Santuário.

Na homilia, Pe. Antonio Eduardo, explicou que o maior símbolo da Páscoa é o Círio Pascal pois, quando acesso, lembra o Cristo Ressuscitado – Luz que brilha nas trevas – “Eu sou a luz do mundo, quem me segue não anda nas trevas”. Para lembrar que o Ressuscitado é o Crucificado, no Círio está gravado o sinal da Cruz, os cinco cravos (lembrando as cinco chagas), a primeira e a última letra do Alfabeto grego e os algarismos do ano corrente (lembrando que Cristo é o Senhor da História, princípio e fim).

Padre Antonio, esclareceu também que o nome Vigília Pascal indica que se trata de uma celebração demorada que deveria ir madrugada a dentro, já que não se sabe o horário exato da ressurreição. São previstas, para a Vigília, nove leituras (sete do antigo testamento, uma perícope da Carta de Paulo aos Romanos e o evangelho) seguidas de Salmos. Porém, como ultimamente, “nós católicos andamos muito preguiçosos”, a Igreja permite reduzir o número de leituras, uma vez que em muitas igrejas se proclamassem todas as leituras e salmos previstos provavelmente ficariam até o final somente o padres e alguns fiéis.

Jesus venceu a morte e quer que ressuscitemos com ele. Mas como ressuscitar com Cristo, ter vida nova com Ele, se não abrirmos nossos corações para socorrer nosso próximo? As obras de misericórdia, recomendadas para este ano Santo, indicam o que devemos fazer: Alimentar, saciar a sede, vestir, acolher, cuidar de enfermos, visitar, sepultar os falecidos, dar bons conselho, ensinar, corrigir, consolar, perdoar, ter paciência, rezar por vivos e falecidos nos trazem alegria e paz, e nos oferecem a certeza do dever cumprido como cristãos. Ressuscitar com Cristo é refletir o Cristo que vive em nós através de nossas ações.